O que é Mindfulness?


O que é Mindfulness
, é uma pergunta que é feita pela maioria das pessoas actualmente.  Mindfulness quer dizer “atenção plena” e é uma excelente ferramenta de desenvolvimento pessoal ,e uma forma de estar na vida muito consciente.

Mindfulness é uma forma de estarmos presentes em nós mesmos, apresentando-nos como auto-observadores dos nossos pensamentos, e como reagimos a estimulos externos.  É estar em modo dissociado dos acontecimentos, não personalizando o que acontece, tendo presença apenas como um observador consciente de nós, dos outros e de tudo o que acontece à volta no momento presente. É um estado de atenção natural – focada, presente e ciente – que possibilita manter o discernimento perante o que possa estar a acontecer, identificando todas as movimentações do nosso mundo interno (emoções e pensamentos),especialmente em momentos desafiadores.

Mindfulness tem sido, ultimamente, uma das”abordagens” ao desenvolvimento pessoal e auto-cura ,muito falado e praticado, como forma de obterr uma vida mais “Fluída” e com excelentes resultados práticos.

Para responder à questão, o que é o Mindfulness, é necessário que se esteja aberto a colocar em causa as nossas verdades mais profundas e aquilo que acreditamos ser uma verdade. Mindfulness é uma filosofia/forma de estar que nos ajuda a sermos os nossos próprios observadores a tempo inteiro, deixando de reagir em modo automático para agir em consciencia. É fundamental para nos ajudar a estar mais presentes na forma como respondemos às situações que nos acontecem, especialmente às que nos desafiam profundamente no dia a dia.

O Mindfulness como forma de adquirir auto Confiança

A auto-observação, ajuda a pessoa a entrar em contacto com as suas virtudes, dons e potenciais, assim como ajuda a reconhecer limitações. Estar em mindfulness, pode ajudar a potenciar a auto-motivação e tornar a pessoa muito mais inteira e integrada com uma verdade interna, desligando-a assim da necessidade de reconhecimento, aprovação ou qualquer forma de validação externa. É acima de tudo uma excelente forma da pessoa se libertar da baixa auto estima, reconhecendo-se numa postura mais positiva e assumindo a responsabilidade sobre os resultados que quer alcançar na vida, seja a nível pessoa, profissional, relacional ou material.

 

Mindfulness é estar em modo dissociado a viver a vida

A maioria das vezes damos connosco a viver em modo automático e a reagir instintivamente aos desafios que nos são impostos no dia a dia.  Em que nos sentimos ameaçados por comportamentos alheios que nos afectam profundamente e nos “contaminam” a nossa frágil estrutura emocional. Viver em Mindfulness, é saber estar presente em cada momento, no entanto de modo “dissociado” e em observação consciente sobre tudo o que vai acontecendo. O Mindfulness permite-nos conseguir receber um impacto de um acontecimento externo, observa-lo e escolher agir em vez de reagir instintivamente com os dramas emocionais.

O Mindfulness é uma ferramenta poderosa de auto-cura emocional

Quando nos permitimos encarar os desafios que se impõe na vida em modo dissociado/consciente, podemos escolher não dar poder que  “nos criem” desequilíbrios emocionais Não permitindo que pessoas, situações e acontecimentos.  de nos desestabilizem/irritem, e que nos façam sair da tranquilidade nosso altar interno. Tudo isto só é possível, quando eu estou pacificada com o meu ser interno, caso contrario irei dar demasiado poder e importância a todas as investidas externas desestabilizadoras.

Um exemplo de uma prática de Mindfulness no dia a dia

Todos nós já estivemos na presença de pessoas que tem atitudes provocadoras para desestabilizar. Em primeiro lugar é necessário entender que as pessoas que tem esse tipo de postura provocadora e necessidade de criar instabilidade tem feridas profundas e necessitam controlar o mundo à sua volta para acreditar que estão em segurança. É intimidando os outros que criam uma espécie de “PODER” para controlar os resultados de forma esperada. Agir em Mindfulness nestes casos passa por, NUNCA REAGIR, nem sequer expressar não verbalmente que se está incomodado com a atitude intimidatória. Todas as expressões de reação, seja verbal ou não verbal, são indicadores que a pessoa tem poder sobre nós e que interfere e desestabiliza-nos, logo a pessoa fica com uma ferramenta para intimidar e atacar sempre que nos quer manipular no sentido de obter poder sobre pessoas, situações e comportamentos.

Em Mindfulness aprende-se que…sempre que reagimos instintivamente mostramos que não somos mais evoluídos/conscientes do que o outro

As reacções instintivas a provocações, são a revelação das nossas feridas emocionais inconscientes. Reparem que se alguém nos tocar numa parte do nosso corpo que não tem ferida, não doí….logo, se doí e reagimos é porque revela algum drama interno inconsciente.

É sempre importante ter presente, que as reacções a provocações, são tão graves quanto as próprias provocações e não nos beneficiam em nada, visto que vamos pagar um preço elevado por isso. Estar em Mindfulness, ajuda a colocarmo-nos no lugar de um “Deus” interno que nos observa e revela que todas as atitudes que temos quem ganha ou perde somos sempre nós.

Mindfulness é um exercício poderosíssimo de auto-observação durante os desafios e consequente auto-cura

Todo este exercício de Aprender o que é o Mindfulnes não serve para desculpar os comportamentos irracionais do Ser Humano, no entanto há que entender que cada um irá receber o que precisa para crescer, e não temos de ser nós a desgastarmo-nos nessas lutas que só nos prejudicam. Assim, quando aprendemos a não reagir, e a receber todos os impactos como se fossemos Agua, que passam por nos, moldam-se e não nos afectam, nem interferem com nada no nosso humor e emoções. Numa fase inicial vai soar a “engolir sapos” mas numa segunda fase, em que percebemos que o nosso auto-controlo é uma ferramenta poderosíssima a favor de nós e que as pessoas começam a atribuir-nos poder e deixam de tentar interferir com a nossa paz.

Haveria muito para falar sobre a questão o que é o Mindfulness, no entanto para entender o que é a atenção plena na prática há que aceitar por em causa tudo o que acreditamos sobre nós, para podermos ir mais além do que já somos.

© Texto e imagem original de  Cristina Jorge (de mapaastral.org )

“Reprodução permitida desde que citada autoria e fonte com hiperligação (link)”

 

Bookmark the permalink.

Comments are closed